.:: Home
 

 

Ano 5 | Nº 8 |  
Edição 8 < NORMAS & PRÁTICAS
Medição e controle de planicidade e nivelamento em pisos industriais
 
Certamente que pisos mais planos e nivelados são esteticamente melhores. Entretanto, o controle da qualidade da superfície do piso com relação a planicidade e nivelamento tem um fundamento muito mais funcional do que estético.
 

Pisos com problemas no nivelamento e planicidade acarretam menor perfomance das operações de logística: perda de produtividade (menor velocidade de operação na movimentação de cargas), menor segurança (risco de colisões das empilhadeiras contra a estrutura de porta-pallets em corredores estreitos), além de maior manutenção dos veículos.

 

Para garantia de sucesso na obtenção de elevados índices de nivelamento e planicidade, o executor do piso deve estar familiarizado com o sistema de especificação e medição (sistema F-Numbers) e, além disso, obviamente, com as operações de acabamento necessárias para obtenção dos índices especificados.

 

Até 1987, o sistema empregado para certificação da qualidade da superfície do piso consistia na verificação da máxima abertura entre o piso e uma régua de 3 m.

 

 

Com base nos resultados das aberturas classificava-se o piso com relação a planicidade:

·          Superfície plana – até 5 mm

·          Superfície muito plana – até 3 mm

 

Este método de avaliação apresenta as seguintes restrições:

·          Não avalia o nivelamento da superfície do piso;

·          Avaliação imprecisa da planicidade, pois não avalia a freqüência das imperfeições (ondulações); só avalia a amplitude;

·          Dificuldade em reproduzir os resultados e em ensaiar grandes áreas.



:: Imprimir
©2014 - Revista Pisos Industriais. Todos os direitos reservados.
Design by Netguest - Site Melhor Visualizado em 800x600